Ciro Gomes confirma que prefere Bolsonaro do que Doria como adversário

Ciro Gomes confirma que prefere Bolsonaro do que Doria como adversário

Em uma entrevista recente, o candidato do PDT à presidência em 2018, Ciro Gomes, recebeu o seguinte questionamento: “No seu discurso, o senhor ressaltou que o eleitor não se vê representado. Na sua avaliação, este é o fomentador da onda conservadora que faz que o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), despontem nas pesquisas?”

Veja a resposta:

Sou um democrata de verdade, sou um democrata visceral e o que as pessoas veem como uma coisa ruim, eu vejo como uma coisa boa. Se há uma parcela do eleitorado que se afina com o que o Bolsonaro interpreta, representa e diz, essa fração tem todo direito que um democrata deve garantir sem qualquer tipo de queixa de se expressar na política. Evidente que no debate, eu estando presente, vou arrancar muitas máscaras. Esse João Doria se apresentar como não político, ele está esquecido que foi presidente da Embratur no governo do Fernando Collor, ele está esquecido – e eu tenho uma memória implacável – de que a empresa dele vivia de milhões de reais de dinheiro público repassado por correligionários deles, de governo do PSDB. Isso que é não-político? Mil vezes, na minha opinião, um Bolsonaro do que um enganador desse tipo.

Os julgamentos de valor de Ciro Gomes não tem qualquer valor. Sempre são baseados em narrativas criadas para endossar os piores interesses possíveis, além de serem tiro no pé do socialista, dado que ele teria que transformar em imoral a participação na presidência da Embratur. Que socialista é esse que é contra alguém assumir cargo na Embratur? Patético.

O que importa é a posição tática de Ciro: escolher Jair Bolsonaro como um “adversário ideal”. Isso demonstra mais uma vez que a extrema-esquerda tem a convicção de que disputar contra João Doria é o pior dos cenários possíveis para eles. Por outro lado, disputar contra Jair Bolsonaro é algo que os agradaria muito.

Em termos de pragmatismo político, isso não significa que eu esteja dizendo para descartar Bolsonaro. O que afirmo é bem diferente: isso deve servir como um feedback para a campanha do candidato. O que o torna tão interessante para a extrema-esquerda? Por que a extrema-esquerda o considera o adversário ideal? Por que lutarão tanto para ter ou Jair Bolsonaro ou Geraldo Alckmin como opositores?

A campanha de Bolsonaro deve fazer uma reflexão e começar a se tornar um adversário indesejável para a extrema-esquerda urgentemente.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 17
  • comment-avatar

    É bem simples: desenvoltura nos debates.

    Dória se desenvolve muito mais nas entrevistas, não deixa o adversário emplacar frames.

    Já Bolsonaro não apenas deixa isso acontecer, como também abre brechas para novos frames serem emplacados.

    Em resumo, se Bolsonaro quer ser viável como candidato, tem que impedir que os frames sejam emplacados impunemente.

    • comment-avatar
      luis 2 meses

      Não é questão de emplacar frames. É pura questão de inteligência. O sujeito é dramaticamente burro. É incapaz de aprofundar qualquer raciocínio. Por isso, inclusive, ele tem encantado o povão. Eu sou mil vezes Doria. Acho até injusta a comparação entre os dois.

  • comment-avatar
    Hamilton 2 meses

    João Dória é trabalhador, honesto, põe suas políticas em prática ao invés de ficar só discursando e ainda consegue lutar na guerra política. De longe o pior adversário para a extrema esquerda.

  • comment-avatar

    O Bolsonaro que mudar urgentemente sua forma de discursar. Tanto em discursos em cima de caminhões quanto em entrevistas, ele sobrevive de aforismas. Falta profundidade em todas as suas falas. Dá tempo ele procurar amenizar isso até as eleições

  • comment-avatar
    romulo_sjc 2 meses

    Se o Bolsonaro quiser se viabilizar de verdade precisa falar deoutros assuntos como Saúde, Economia, Educação…. Só falar de segurança pública e kit gay – não vai ter crescimento além de uma certa faixado eleitorado (entre 10% e 15%)….. pode acabar virando uma “Marina Silva Conservadora”

  • comment-avatar
    Debora 2 meses

    É claro que a esquerda está torcendo ardorosamente para que o representante da direita seja Bolsonaro. Raposas velhas do tipo de Ciro passariam como um trator em cima dele. Mas vai explicar isso para os defensores fanáticos de Bolsonaro…

  • comment-avatar
    Eduardo 2 meses

    Muitas questões são ditas por Bolsonaro no YouTube. O problema é que a mídia só pergunta sobre kit gay. Vejam a entrevista ao jornal folha de SP. Quanto a Ciro gomes, não dá nem pro cheiro. #mito2018

    • comment-avatar
      luis 2 meses

      Viu a entrevista no Danilo Gentilli. O pior inimigo do Bolsonaro é a própria falta de inteligência dele.

  • comment-avatar
    João Alves 2 meses

    E certamente o Bolsonaro também prefere ele, não é mesmo, cearense !

  • comment-avatar
    oneide teixeira 2 meses

    1- é muito cedo;
    2- Melhor que seja Ciro, Bolsonaro, Doria m parece que são muito melhores que PT.

  • comment-avatar
    Sorumbático 2 meses

    A extrema-esquerda se pela de medo do Dória. Sabe muito bem que Dória se sai bem tanto na micropolítica, quanto na macro. Isto é, consegue ser propositivo na resolução de problemas do dia a dia do cidadão, como eliminar pichações que enchem o saco de todos, marcação de consultas médicas, fornecimento de remédios etc, como também apresenta pauta de parcerias para investimentos com a iniciativa privada, privatizações, atração de dapitais externos. Tudo comunicado de forma clara, direta, sem tergiversações. Compromissos olho no olho. Ciro, que é mal-caráter, mas não burro de todo, intui muito acertadamente que uma campanha do Dória posta em movimento, transforma-se num Juggernaut devastador, impossível de ser paralizado

  • comment-avatar

    Já pensou Bolsonaro, Caiado, Dória e Justus candidatos?

    Imagine um debate que tivesse o Ciro, a Marina e esses quatro!

    Mas se o Ciro não quer Dória como concorrente, então o Dória ganhou mais mil pontos!

  • comment-avatar
    Eduardo 2 meses

    Do Implicante: “A única chance de “combater” Bolsonaro é abraçando boa parte das causas por ele defendidas, que são também apoiadas pela grandíssima maioria da população. O problema: TODOS os grandes partidos costumam adotar posturas curiosamente contrárias. Basta perguntar o que pensam de aborto, legalização de drogas, porte de arma, aumento de penas, redução da maioridade… No máximo, variação mínima para lá ou para cá.
    Outro equívoco é considerar mero “populismo” a defesa de tais bandeiras, como se não fossem tópicos sérios, muitos deles interferindo de forma direta no dia-a-dia das pessoas.
    Jair Bolsonaro cresce porque aborda tudo isso de forma direta, sem fazer concessões à imprensa e aos protocolos exigidos por formadores de opinião, sempre prontos para condenar, exagerar e até tornar caricata toda e qualquer postura anti-esquerda.”
    Aborto. Por que a esquerda tenta por todos os meios de forma obsessiva emplacar a legalização do aborto sendo que a maioria da população é contra isso? VAi virar uma carnificina.
    O Felipe Moura da Veja fez uma excelente análise sobre o assunto mas, ao meu ver, errou parcialmente ao tentar desqualificar a esquerda por motivos legais, ideológicos ou filosóficos. Assim como o Parenthood nos Estados Unidos, aborto é um negócio para os esquerdistas. Como o sistema público não tem capacidade para absorver essa demanda, seguramente já deve ter uma lista de empresas especializadas em aborto dispostos a embarcar para o Brasil que vai encher os cofres desses criminosos, caso o aborto seja legalizado. Os comunas simplesmente estão fazendo o lobby para essas redes mundiais do aborto. Vida humana é dinheiro para os comunas. Se ainda pudessem criar campos de concentração para eliminar pobres, miseráveis e gente indesejável, também o fariam.

  • comment-avatar
    RicardoC 2 meses

    Sejamos honestos. Bolsonaro não tem a menor chance. O nome dele tem que sair o mais rápido possível dá lista de candidatos, pois isso só faz bem pra esquerdalha.

    Ciro sabe bem que num debate simplesmente destruiria Bolsonaro, seja pagando de grande democrata, grande humanista, grande economista ou grande quer coisa…

    Já com Dória ele sabe que o negócio é mais complicado e mostra respeito e um certo medo, pois Dória é bom de microfone.

    Dória é um dos poucos que tem culhão pra chamar as coisas pelo seu nome. Lula de bandido, petista de safado, repórter petista de repórter petista…
    E fala de tudo, economia, politica, segurança…

    Bolsonaro não tem chance alguma pra presidente. Pra conseguir falar uma frase, primeiro ele tem que se defender de 10 acusações: fascista, nazista, machista, estuprador, homofóbico, etc …
    Impossível se viabilizar assim.
    Devia se candidatar ao governo do rio. Lá ele pode fazer a diferença.

    Agora se não for viabilizado um candidato logo, e hoje Dória é o melhor nome, podemos nos preparar pra ver Ciro Gomes presidente.

    E cadê o Justus? Desistiu?

  • comment-avatar
    Carlos 2 meses

    Esquerdista é sempre mentiroso. Se ele fala que prefere o Bolsonaro, é porque no fundo tá cagando de medo dele. Mas tanto Bolsonaro quanto Dória são bons candidatos para tirar o Brasil do inferno esquerdista.

  • comment-avatar

    Luciano, comenta a derrota do Geert Wilders nas eleições holandesas. Por favor.

  • comment-avatar
    Marcos 2 meses

    Bolsonaro está enrolado com o absurdo processo no STF. Escolhe-lo nesse momento significa escolher alguém que pode ter o tapete puxado a qualquer hora pelos companheiros daquele tribunal. Dória, por outro lado, é ficha limpa, tem baixa rejeição e seu discurso anti-política é capaz de chegar a muita gente. Ele pode agregar um grupo bem mais extenso do que Bolsonaro.

    Mas não vejo como uma escolha de adversário, e sim de uma tentativa dsesperada de atacar um nome que certamente iria atropelá-lo em 2018. No momento, eles estão tentando neutralizar o adversário mais forte, de preferência impedindo que o PSDB o lance como candidato.