Indignação seletiva de Jandira Feghali despreza sofrimento das vítimas do crime

Indignação seletiva de Jandira Feghali despreza sofrimento das vítimas do crime

A deputada comunista Jandira Feghali – de um partido, PCdoB, que apoia ditaduras genocidas como as da China e da Coreia do Norte – resolveu emitir uma narrativa para dizer que “Temer representa a barbárie no Brasil”. Vamos desconstruir o show de psicopatia traduzido em palavras cínicas:

Temer afirma que o massacre em Manaus, tragédia anunciada, com presos decapitados e esquartejados foi um “acidente”, seu Secretário Nacional de Juventude diz que “tinha que matar mais”, sendo demitido por falar o que muitos neste governo ilegítimo pensam.

Show de mentiras, para começar.

Primeiro que a decapitação de presos começou com um grupo ligado às FARC, que chegou a participar do Foro de São Paulo e é apoiado pela extrema-esquerda em geral.

E, sim, foi um acidente, termo que significa algo “que envolve dano, estrago, sofrimento ou morte; desastre, desgraça”. Que Jandira não projete seu analfabetismo funcional nos outros.

O governo Temer é tão legítimo que recebeu os mesmos votos que a golpista cassada Dilma Rousseff. Ninguém obrigou os totalitários pró-PT a votarem na chapa Dilma-Temer. É a lei. Nós sabemos classificar gente que não segue a lei…

A fala do secretário que disse que “tinha que matar mais” representa grande parte da população brasileira. Pesquisa de novembro mostrou que 57% da população brasileira concorda com a expressão “bandido bom é bandido morto”. Se Jandira despreza essas pessoas então se mostra contra o povo.

Como previsto, no dia seguinte, mais 31 mortes em penitenciária de Boa Vista em Roraima.

Falso. As mortes de 31 em Roraima vieram de uma ação de facções, que são as únicas responsáveis pelo massacre.

O Ministro da Justiça, ex advogado do PCC, negou em novembro envio da Força Nacional solicitada pelo governo daquele estado.

Engraçado que ela não reclama da falta do uso da Força Nacional para proteger os cidadãos indefesos. Curioso, não~?

No momento em que os direitos dos trabalhadores e dos aposentados são ameaçados, comprometido o desenvolvimento nacional soberano a solução apresentada é a construção de mais presídios.

Sim, precisamos de mais presídios. Se ela não gosta disso, então deve se responsabilizar moralmente pelos crimes de presidiários que estão soltos por não haver lugar nas cadeias.

Por isso Darcy Ribeiro falava em 1982 “se os governadores não construirem escolas, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios “. Não tem sido falta de aviso e de opções.

Darcy Ribeiro era um socialista tão dissimulado quanto Jandira, tanto que apelou à típica falácia do falso dilema: “ou constrói escolas ou constrói prisões”. Na verdade, as funções de segurança pública e educação são funções diferentes e possuem orçamentos distintos. Na verdade, é preciso de mais escolas, mas igualmente de mais prisões, pois de que adianta construir escolas se não existir sequer segurança para alunos assistirem aulas?

Como se nota, eles mentem na cara dura sobre as questões públicas.

É claro que Jandira demonstra que é a extrema-esquerda que ficou contra o povo – observe como ela desprezou os 57% dos brasileiros que pediram “bandido bom e bandido morto”, que, mesmo que sejam objeto de nossa discordância, devem ser compreendidos e respeitados como seres humanos.

Jandira não gosta do povo brasileiro!

 

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 2
  • comment-avatar
    Leandro Campos 3 meses

    Um bandido quando vai te assaltar, normalmente ele não planeja, ele está passando e vê a oportunidade. Seja um portão aberto, uma pessoa com o celular na mão, ele faz o que aparecer na frente dele.

    Esta esquerdista é a mesma coisa, ela vê a oportunidade e mete a boca, sai falando sem planejamento, sabe que surgiu uma brecha, uma oportunidade de colocar seus “argumentos”. Não precisa elaborar frases, elas estão nos livros Marxistas e tantos outros da esquerda, basta repetir e parecer que está falando algo novo.

    Para resumir, esquerda igual a bandidos e bandidos tem seu código de conduta, eles se aceitam e fazem parcerias para um bem maior, roubar ainda mais os cidadãos de bem e não serem importunados de forma alguma, seja num congresso ou no presídio

  • comment-avatar
    Carlos 3 meses

    Pois eu ainda acho que bandido bom é bandido morto. Bandido vivo é um perigo. Jandira continua viva… Lula continua vivo… Um perigo!