Trump dá aula de democracia ao cancelar acordo macabro de Obama com ditadura cubana

Trump dá aula de democracia ao cancelar acordo macabro de Obama com ditadura cubana

Donald Trump anunciou nesta sexta (16) que o acordo feito entre Barack Obama e a ditadura cubana está cancelado.

“Eu estou cancelando o acordo completamente unilateral da última administração [Obama] assinado com Cuba”, disse Trump em um comício realizado em Little Havana, na cidade de Miami, tradicional polo de exilados cubanos nos Estados Unidos.

Ele ainda lembrou que reforçará o embargo contra a ilha e que seu governo adotará novas restrições a viagens de americanos para Cuba e a proibição para empresas norte-americanas de fazer negócios com empresas cubanas controladas pelas Forças Armadas do país latino-americano.

Em posição diametralmente oposta à indiferença desumana de Obama, Trump denunciou o que chamou de “natureza brutal” do regime de Raúl Castro em Cuba. “Em breve alcançaremos uma Cuba livre”, afirmou o presidente.

Acompanhado pelo vice-presidente Mike Pence, por vários membros de seu gabinete, pelo governador da Flórida, Rick Scott, por congressistas de origem cubana como Marco Rubio, Mario Diaz Balart e Carlos Curbelo e representantes de da comunidade de exilados cubanos, Trump disse que os dissidentes José Daniel Ferrer e Berta Soler, que não foram autorizados a viajar para Miami, “estão aqui com a gente.”

“Negociaremos um acordo melhor [com Cuba]”, avisou Trump, salientando, todavia, que isso será possível somente no caso ocorram avanços democráticos “concretos”, e a realização de “eleições livres” e a “libertação de prisioneiros políticos”.

“Quando os cubanos realizarão medidas concretas, estaremos prontos, dispostos e capazes de voltar à mesa de negociação do acordo, que será muito melhor “, disse Trump.

“É importante que haja liberdade em Cuba e na Venezuela”, declarou. Por fim, o presidente agradeceu a comunidade de exilados cubanos por ser a “voz dos sem voz” e disse que eles fazem a diferença na luta para parar a perseguição do regime contra os dissidentes e para acabar com a “ideologia depravada” que existe em Cuba.

Eis uma atitude que significa uma lição de democracia para o mundo. Está na hora de pensar um pouco no sofrimento do povo cubano.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 14
  • comment-avatar
    DAGC DAVID AUGUSTO 6 dias

    É dificil resolver o problema cubano, ainda mais com tantos governos financiando o sistema de la…

  • comment-avatar
    Debora 6 dias

    As pessoas estão tão desabituadas com governos que cumprem o que prometeram na campanha que, quando aparece um que cumpre, ficam estupefatas. Trump nunca negou a que veio e está cumprindo o que prometeu. Vai ser uma gritaria, a começar pelo nosso Manhattan…

  • comment-avatar
    Renato 6 dias

    Como eu gostaria de ver o tal Trump ser tão valentão contra a Arábia Saudita como ele é com Cuba.

    Mas a Arábia Saudita, e o seu terrorismo, tem negócios com a família Trump…

  • comment-avatar
    Carlos 6 dias

    E aí, Renato, na bunada não vai dinha?

    • comment-avatar
      Renato 5 dias

      Claro, Carlos. Mexi com o Trump e o partido Republicano, as trumpetes vem socorrê-lo.

      Brasileiros americanizados “republicanos” não são muito diferentes dos brasileiros americanizados “democratas”

  • comment-avatar
    Ronaldo 5 dias

    Sabe de nada

  • comment-avatar
    Neto 5 dias

    JN abriu ontem com a chamada: – De volta ao passado. Trump cancela o acordo com Cuba. Ao fundo a imagem de Obama apertando a mão de Raul. Nitidamente criticando mais uma vez o ato do presidente gringo. Só não conseguiu explicar a quantidade de cubanos aplaudindo de pé as palavras de Trump.

  • comment-avatar

    […] menos arranhada depois de tantos episódios, todavia, se seus encarregados prestarem atenção no anúncio feito por Donald Trump em Miami esta […]

  • comment-avatar
    Kleusa Mendes Domingues 5 dias

    Deus te abençoe e te guarde cada segundo da tua vida Presidente Donald Trump.

  • comment-avatar
    Edmilson silva Sanches 5 dias

    O Carlos é o típico ignorante político,que não debate.A falta de argumentos e conhecimento é substituído por ofensas pessoais.Esses pseudo direitistas,não diferem muito da petralhada. Sendo contra Cuba,não importa o motivo,vai estar sempre certo.Quero ver ele o Carlos conseguir visto para entrar nos EUA.